Um dia os abraços chegaram de todos os lados

Atualizado: Mai 9


Um grupo de amigos vindo do interior decidiu abrir um bar em São Paulo, isso no início de 1994. As características da casa buscariam trazer para a Capital, o estilo de bares típicos do interior do Brasil, aqueles que vendem de tudo, e além disso, ainda têm um petisco, uma cerveja e uma cachaça da região.



Esse bar teria música ao vivo, só a MPB, e sempre com músicos da melhor qualidade. Para completar, o bar teria uma gastronomia diferenciada, com opções inéditas do que depois se definiu como "comida de boteco". Para arrematar, que tal um cardápio de coquetéis super especiais ? Pronto! Esta é a receita de maior sucesso, que perdurou por inesquecíveis 25 anos. O casarão centenário que abrigou o bar por esse tempo precisaria de reformas estruturais para atender a especificações de segurança. Porém, o custo da obra seria proibitivo... então, achamos que a épica jornada da casa tinha chegado ao fim. O último show foi no dia 27/07/2019.


Tudo passa...


Em março de 2020 chegava por aqui, a pandemia, devastadora para vidas humanas e para empreendimentos, tais como o Barnaldo Lucrécia. Vida que segue, mas a nostalgia às vezes pegava. Tanto que as redes sociais do bar foram mantidas, como 'relicário' de sagradas lembranças que marcaram nossas vidas - clientes, funcionários e músicos.


"Falta de cultura para cuspir na estrutura" - Trecho da música "Não fosse o Cabral", de Raul Seixas

Um dia desses tivemos de abrir esse relicário para acolher as centenas de pessoas que, diante de uma notícia do jornalista Raul Lores, que publicou em seu Twitter, fotos do "antes e depois" do casarão centenário completamente descaracterizado, expressaram-se indignadas pela perda de uma beleza da cidade. Porém, as manifestações eram intensamente afetuosas em suas memórias barnaldianas! As características originais do prédio sempre foram valorizadas pelo bar, até serem sublimadas por uma obra que azulejou a fachada, passando por cima das molduras das janelas de pinho de riga, que também devem ter ido parar em alguma caçamba. Como tudo pode ter um lado "bom", a manifestação de carinho do nosso público nas redes sociais nos chamaram à responsabilidade de resgatar essa memória.

"...Veio os homens com as ferramenta (SIC), o dono mandou derrubar..." - Trecho de "Saudosa Maloca", de Adoniran Barbosa


Sim, não se tratava de uma 'maloca', mas parafraseando o irreverente Adoniran, tivemos de pegar nossas coisas, a maior parte guardada no coração, e fomos pra vida ver o que ela nos trazia de novo. Quando a pandemia eclodiu diante de nós, chegamos a dar "graças a Deus", por termos fechado a casa antes...


"...É preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte...! - Refrão de "Divino Maravilhoso", de Caetano Veloso

Falar em distanciamento social para quem viveu a Era Barnaldo Lucrécia é bem difícil de aceitar, mas claro que sabemos das premências desses tempos. A virtualidade, pensando bem, é uma antiga parceira nossa, pois nos conecta às pessoas e às coisas que nos são afins por um "moden" também conhecido pelo nome de CORAÇÃO. Então, cá estamos! Reativamos as redes sociais do bar, reabilitamos o site e estamos nos organizando para interagir com esse público festeiro para quem a gente dedicou todos esses anos de trabalho e que fizeram essas raízes se tornarem fortes e profundas.


Aguardem, pois além de fotos, vídeos e histórias, teremos novas interações, para que não deixemos o isolamento social nos levar o calor das nossas almas e a vibração das nossas alegrias. A música? Claro que é o que nos move e sempre terá nossa reverência. E o outro poeta, Caetano, disse um dia, que "tudo é perigoso, tudo é divino maravilhoso"... E não teremos tempo de temer a morte. Vamos requalificar o presente e projetar novas alegrias DIRETO PARA O FUTURO!


Caros, a cada um que nos deu sua atenção nesses últimos dias, nossos agradecimentos. Quem quiser mandar depoimentos curtos, de até 40", vídeos, fotos e histórias, pode utilizar-se das redes sociais do bar, o whatsApp business +55 11 3641-6787 ou enviar pelo e-mail mpb@barnaldolucrecia.com.br


Todas as redes sociais do Barnaldo Lucrécia foram reativadas, vídeos antigos ou arquivados têm sido postados no Youtube, bem como no twitter, Facebook e Instagram.


Youtube - encurtador.com.br/covM5

Instagram - BarnaldoMPB

Facebook - https://www.facebook.com/BarnaldoMPB

Twitter - @BarnaldoMPB


Muito obrigada a todos, mas um agradecimento ao Rod Spencer, pela cessão da foto desta página.


Sandra de Angelis - Blogueira Barnaldiana

Foto - Rod Spencer




171 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo